Agora, agora e mais agora: seis memórias do último milénio 06 – memória sexta: a pergunta

€8,00
Imposto incluído

15% de desconto para assinantes do jornal PÚBLICO, utilize o código PROMO-PRODUTOS na finalização da compra.


-993

Expedição

Para mais informações sobre os prazos e os custos de envio, por favor consulte as tabelas.

Descrição do produto

 

1948 é o ponto de partida do sexto volume da colecção. Nesse ano foi consagrada a Declaração Universal dos Direitos Humanos e publicado 1984, o famoso romance de George Orwell. “Entre um futuro de dignidade e um futuro distópico, estas são ainda as escolhas que hoje enfrentamos”, refere Rui Tavares que talvez perante esta inquietude pelo futuro tenha escolhido para intitular a sua sexta memória a palavra “pergunta”.

“Recuperaremos a história das negociações e da redacção da Declaração Universal dos Direitos Humanos e, sob a clave do 1984 de Orwell, olharemos para as ameaças às liberdades actuais. Depois, regressaremos ao início, à Ásia Central de antes do ano 1000, para usar duas das suas personagens como representativas das nossas escolhas actuais. Al Farabi, o filósofo que já conhecemos na primeira memória e que deu origem à palavra ‘alfarrábio’, e Al Khwareizmi, um matemático que deu origem a outras palavras que usamos todos os dias, como ‘algarismo’ e, hoje cada vez mais importante, ‘algoritmo’. Entre alfarrábios e algoritmos, que caminho devemos escolher?”.

Fica a pergunta.