Colecção Biblioteca da Censura 18 - As Moscas de Jean-Paul Sartre

€9,00
Imposto incluído

15% de desconto para assinantes do jornal PÚBLICO, utilize o código PROMO-PRODUTOS na finalização da compra.


-188

Expedição

Para mais informações sobre os prazos e os custos de envio, por favor consulte as tabelas.

Descrição do produto

 

O escritor francês Jean-Paul Sartre (1905-1980), que recebeu e recusou o Prémio Nobel de Literatura em 1964, teve mais de uma dezena de obras proibidas, assim como a escritora e sua companheira Simone de Beauvoir. Contudo, a peça de teatro As Moscas, que reimagina a trilogia Oresteia, de Ésquilo, teve um despacho invulgar: “Visto – Tolera-se a obra”. Segundo o relatório, trata-se de “uma tragédia em três atos, em que se defende o princípio da liberdade humana e que contém várias passagens esclarecedoras da filosofia existencialista”. Ao contrário de outros livros propostos a “proibição rigorosa” por aludirem à obra sartriana, o relatório acrescenta em nota manuscrita: “Não tem [aspectos?] políticos”. Depreende-se que o censor terá pensado num existencialismo sem comunismo.


Se pretender encomendar a colecção completa de 25 livros, contacte-nos para o email coleccoes@publico.pt